Bloqueador de fraude

Jieya

Bem-vindo ao Nanjing Jieya e fabricante de máquinas extrusoras

produto principal

Máquina de composição de plástico
Máquina de fazer materbatch
Extrusoras de parafuso duplo série SHJ
Extrusoras de parafuso duplo série HT
Preciso de ajuda?

Aqui estão alguns bons lugares onde você não pode começar.

Junte-se à comunidade

Máquina extrusora de fusão a quente

O melhor fornecedor de máquina extrusora de hot melt da China

Como atacadista líder na China, a Jieya tem orgulho de oferecer máquinas extrusoras de fusão a quente de alta qualidade a preços competitivos. Nossas máquinas são projetadas para fornecer desempenho eficiente e confiável, tornando-as perfeitas para uso em diversos setores. Quer você precise fundir, misturar ou extrusar materiais, nossas máquinas oferecem resultados excepcionais. Beneficie-se de nossa experiência e aproveite nossos preços especiais de atacado.

  • Soluções para máquinas extrusoras de fusão a quente da Jieya

• A Jieya é líder em maquinário industrial, fornecendo seu principal produto – a Máquina Extrusora Hot Melt.
• Projetada tendo em mente a segurança e a facilidade de uso, esta máquina revoluciona os processos de produção.
• O verdadeiro poder da Máquina Extrusora Hot Melt está no seu desempenho, garantindo precisão incomparável e entregando resultados de alta qualidade.
• Numerosas empresas beneficiaram do aumento da eficiência e da redução do desperdício graças a esta máquina.
• Investir na Jieya significa obter maior facilidade e eficiência para atingir as metas de fabricação e produção.

Máquina extrusora de fusão a quente
Máquina extrusora de fusão a quente

Parâmetros da máquina extrusora de hot melt

Parâmetros técnicos da série HT (alto torque) SHJ
ModeloD(mm)L/DKWrpm máx.T/A3kg/hora
HT SHJ-262632-687.5-22300-90011.230-80
HT SHJ-3635.632-6818.5-55300-90010.960-200
HT SHJ-4241.232-6830-90300-90011.6100-300
HT SHJ-5050.532-6855-160300-90011.8200-600
HT SHJ-6362.432-68110-315300-90012.3350-1000
HT SHJ-727132-68160-450300-90011.8600-2000
HT SHJ-858232-68220-630300-90011.2800-2500
HT SHJ-959332-68355-900300-90011.81200-3000
HT SHJ-13513332-681000-3000300-900123500-10000

Características da máquina extrusora de fusão a quente Jieya

O Máquina extrusora de fusão a quente possui recursos de eficiência energética que maximizam a produção e minimizam o consumo de energia, levando potencialmente a economias de custos ao longo do tempo. Esta máquina se beneficiaria mais com empresas envolvidas na fabricação ou produção em grande escala.

• Nossa estrutura recém-projetada e retificação de engrenagens de precisão garantem uma operação eficiente e duradoura.

• A classificação de torque dos nossos principais componentes atende aos padrões nacionais T/A3≤8.

• O elemento parafuso apresenta um design de bloco compacto e interligado.

• Pode ser facilmente trocado para acomodar vários materiais.

• Este produto oferece grau de precisão IT 6, maior eficiência energética e opções versáteis de combinação.

• Seu design de bloco exclusivo permite múltiplas combinações.

Quais são os principais fatores a serem considerados ao comprar uma máquina extrusora de hot melt?
  • Quais são os principais fatores a serem considerados ao comprar uma máquina extrusora de hot melt?

Primeiro, a capacidade da extrusora é crítica, pois determina o volume de adesivo hot melt que pode ser produzido dentro de um determinado período de tempo.
Segundo, o sistema de controle de temperatura deve ser preciso e confiável para manter a consistência e a qualidade do adesivo.
Terceiro, a durabilidade e a facilidade de manutenção da máquina são considerações importantes, pois afetam a vida útil e a eficiência operacional da máquina.
Por último, também deve ser examinada a compatibilidade da máquina com diferentes tipos de adesivos e os recursos de segurança que incorpora.

  • Quais são os problemas comuns enfrentados durante o processo de plastificação da extrusora?

Durante o processo de plastificação em uma extrusora, podem surgir vários desafios comuns. Primeiro, a alimentação inconsistente da matéria-prima pode resultar em fusão irregular e produção de baixa qualidade. Além disso, o cisalhamento excessivo pode levar ao superaquecimento localizado, causando degradação do material plástico. Finalmente, a configuração e calibração inadequadas da extrusora podem levar a ineficiências no processo, resultando em desperdício de recursos e aumento de custos.

Quais são os problemas comuns enfrentados durante o processo de plastificação da extrusora?

Recomendação de produtos relacionados

Outras áreas de aplicação para linhas de extrusão *

Explorando a máquina extrusora de fusão a quente para formulação farmacêutica

Máquinas extrusoras de fusão a quente estão revolucionando a indústria farmacêutica ao permitir a produção de medicamentos inovadores e complexos. Eles trabalham com base nos princípios do calor e da pressão para derreter e misturar materiais termoplásticos, incluindo polímeros e ceras, para criar produtos uniformes com propriedades reproduzíveis. Essas máquinas oferecem vários benefícios, como altas taxas de rendimento, maior eficiência do processo, capacidade de fabricação contínua e capacidade de produzir medicamentos com perfis de liberação controlada.

O que é uma máquina extrusora de hot melt?

O que é uma máquina extrusora de hot melt?

A Máquina Extrusora Hot Melt é um equipamento sofisticado amplamente utilizado na indústria farmacêutica para a formulação de diversos tipos de medicamentos. Ele opera com base no princípio da extrusão por fusão a quente (HME), um processo que envolve a aplicação de calor e pressão para fundir uma mistura de polímero e medicamento e, em seguida, moldá-la na forma desejada. Esta tecnologia permite a produção de sistemas complexos de administração de medicamentos, como comprimidos de liberação controlada, adesivos transdérmicos ou implantes. A capacidade de manipular as propriedades físicas e químicas da mistura droga-polímero torna o HME uma ferramenta inestimável para o desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas.

Compreendendo o conceito básico de extrusão Hot Melt

O conceito básico de extrusão hot melt envolve várias etapas cruciais:

  1. Alimentando: A mistura droga-polímero é inserida na máquina através da tremonha.
  2. Transporte: Um parafuso giratório dentro do cilindro da extrusora guia a mistura em direção à zona de aquecimento.
  3. Derretimento e mistura: A combinação é aquecida a uma temperatura específica (acima do ponto de fusão), fazendo com que derreta e se misture bem.
  4. Extrusão: A mistura fundida é então forçada através de uma matriz, moldando-a na forma desejada.
  5. Resfriamento e Solidificação: O extrusado é resfriado, solidificando enquanto mantém sua nova forma.

Compreender essas etapas é crucial para a operação bem-sucedida de uma máquina extrusora de hot melt e para a produção de formulações farmacêuticas de alta qualidade.

Importância da extrusão Hot Melt em aplicações farmacêuticas

A importância da Extrusão Hot Melt (HME) em aplicações farmacêuticas é multifacetada e tem implicações substanciais para o desenvolvimento e fabricação de medicamentos:

  1. Melhoria da biodisponibilidade: O HME pode ser usado para melhorar a solubilidade e a taxa de dissolução de medicamentos pouco solúveis, aumentando assim a sua biodisponibilidade.
  2. Dosagem de precisão: O processo HME permite um controle preciso sobre a carga do medicamento, levando a uma dosagem precisa e consistente.
  3. Liberação sustentada e controlada: O HME permite a fabricação de sistemas avançados de administração de medicamentos capazes de fornecer liberação mantida ou controlada de medicamentos, melhorando a adesão do paciente e os resultados terapêuticos.
  4. Versatilidade: A HME pode processar uma ampla variedade de materiais termoplásticos e é capaz de produzir uma variedade de formas farmacêuticas, incluindo comprimidos, cápsulas, filmes, implantes e muito mais.
  5. Eficiência do Processo: Como um processo contínuo e de uma única etapa, o HME aumenta a eficiência da produção, reduz o desperdício e pode reduzir os custos de fabricação.
  6. Conformidade do Paciente: A utilização de HME resulta frequentemente em produtos com sabor e textura melhorados, o que pode melhorar a adesão dos pacientes, particularmente em populações pediátricas e geriátricas.

Ao aproveitar estas vantagens, a HME oferece uma plataforma promissora e flexível para a formulação e fabricação de produtos farmacêuticos modernos.

Componentes essenciais e funcionalidade de máquinas extrusoras de hot melt

Uma máquina Hot Melt Extruder (HME) é fundamental na execução do processo HME e seus principais componentes incluem:

1. Funil de alimentação: Este é o ponto de entrada das matérias-primas, normalmente uma mistura de ingredientes farmacêuticos ativos (APIs) e excipientes, na máquina.

2. Barril e Parafuso: O barril envolve um parafuso giratório que transporta, mistura e derrete os materiais. Normalmente é aquecido ao longo de seu comprimento para fornecer a temperatura necessária para o processo.

3. Sistema de controle de temperatura: Um sistema preciso de controle de temperatura é necessário para manter as condições adequadas do processo para derreter e moldar o material.

4. Morra: A matriz é o ponto de saída da máquina, onde o material extrudado ganha forma. O desenho dos dados determina a forma e o tamanho do produto final.

5. Sistema de corte: Um sistema de corte é usado para formar comprimidos individuais, pellets ou outras formas farmacêuticas a partir do produto extrudado continuamente.

Cada um desses componentes desempenha um papel vital na funcionalidade da máquina HME e, em última análise, impacta a qualidade do produto farmacêutico. A operação, manutenção e compreensão adequadas desses componentes são essenciais para o uso eficaz e eficiente do processo HME.

Comparação do processo de extrusão Hot Melt com técnicas tradicionais de formulação

O processo Hot Melt Extrusion (HME) oferece diversas vantagens em relação às técnicas tradicionais de formulação, que incluem:

1. Solubilidade e biodisponibilidade aprimoradas: O HME pode melhorar significativamente a solubilidade e a biodisponibilidade de medicamentos pouco solúveis, o que é uma limitação padrão das técnicas tradicionais.

2. Processamento Contínuo: Ao contrário do processamento em lote nas técnicas tradicionais, o HME permite o processamento contínuo. Isto leva a uma qualidade consistente do produto e reduz as possibilidades de erros humanos e variabilidade do processo.

3. Versatilidade: A HME oferece flexibilidade para fabricar uma ampla variedade de formas farmacêuticas, incluindo comprimidos, cápsulas, filmes e dispositivos implantáveis.

4. Custos operacionais mais baixos: O HME não necessita de solventes, o que resulta em custos operacionais mais baixos e em um processo mais ecologicamente correto.

5. Melhor estabilidade do medicamento: O processo HME pode melhorar a estabilidade de APIs sensíveis, proporcionando uma vantagem sobre os métodos convencionais que poderiam levar à degradação de tais APIs.

No entanto, é importante notar que o processo HME também apresenta alguns desafios, como a necessidade de equipamentos especializados e a potencial degradação térmica de APIs sensíveis ao calor. Apesar destes desafios, as vantagens proporcionadas pelo HME muitas vezes superam as limitações, tornando-o uma escolha benéfica para a formulação e fabricação farmacêutica moderna.

Vantagens e desvantagens da extrusão hot melt em formulações farmacêuticas

Vantagens
  • Biodisponibilidade melhorada: O processo HME aumenta a biodisponibilidade dos medicamentos, melhorando sua solubilidade, permitindo maior absorção no organismo.
  • Produção Contínua: Ao contrário dos métodos tradicionais que envolvem processamento em lote, o HME suporta a produção contínua, o que aumenta a eficiência e a consistência do produto final.
  • Ampla aplicação: O HME permite a produção de diversas formas farmacêuticas, como comprimidos, cápsulas, filmes e dispositivos implantáveis.
  • Custo-beneficio: Como o HME não necessita de solventes, reduz custos operacionais e contribui para um processo mais ecologicamente correto.
  • Melhor estabilidade: O HME pode melhorar a estabilidade de Ingredientes Farmacêuticos Ativos (APIs) sensíveis, oferecendo uma vantagem sobre os métodos tradicionais que podem degradar esses APIs.
Desvantagens
  • Equipamento Especializado: A HME necessita da utilização de equipamentos especializados, o que pode envolver custos de investimento inicial mais elevados.
  • Degradação Térmica: Existe um risco de degradação térmica para APIs sensíveis ao calor durante o processo HME. Isso pode afetar potencialmente a eficácia e segurança do medicamento.

Benefícios das Extrusoras Hot Melt na Indústria Farmacêutica

Benefícios das Extrusoras Hot Melt na Indústria Farmacêutica

Solubilidade e biodisponibilidade aprimoradas por meio de extrusão por fusão a quente

A Extrusão Hot Melt (HME) aumenta significativamente a solubilidade e a biodisponibilidade dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (APIs). Isto é conseguido através do processo de dispersão uniforme de APIs em uma matriz polimérica em nível molecular, aumentando assim a área superficial para dissolução. O HME permite a conversão de medicamentos pouco solúveis em um estado amorfo, aumentando ainda mais a solubilidade e absorção do medicamento. O resultado é um produto farmacêutico superior com eficácia terapêutica otimizada. Este atributo do HME é particularmente benéfico para enfrentar os desafios associados ao desenvolvimento de novas entidades farmacêuticas, onde a baixa solubilidade muitas vezes impede a formulação bem-sucedida de medicamentos eficazes.

Impacto da extrusora Hot Melt nos sistemas de liberação e entrega de medicamentos

A Extrusão Hot Melt (HME) desempenha um papel crítico na otimização dos sistemas de liberação e distribuição de medicamentos. Aqui estão algumas maneiras pelas quais o HME impacta esses sistemas:

  1. Liberação controlada de medicamentos: O HME permite o desenvolvimento de formas farmacêuticas de liberação controlada. Variando a composição e as propriedades da matriz polimérica, a taxa de libertação do fármaco pode ser controlada com precisão para assegurar um efeito terapêutico sustentado.
  2. Entrega direcionada de medicamentos: O HME apoia o projeto de sistemas direcionados de administração de medicamentos. A taxa de dissolução e as características de permeação do medicamento podem ser ajustadas via HME para entregar o medicamento com precisão ao local desejado, melhorando sua eficácia terapêutica e minimizando os efeitos colaterais.
  3. Melhor adesão do paciente: Ao melhorar o sabor dos medicamentos, modificando sua textura e formulando-os em formas mais amigáveis ao paciente (por exemplo, filmes orodispersíveis e grânulos com sabor mascarado), o HME aumenta a adesão do paciente.
  4. Aplicação versátil: O HME pode ser utilizado para desenvolver diversos sistemas de administração de medicamentos, como comprimidos, cápsulas, filmes, implantes e adesivos transdérmicos, demonstrando sua versatilidade e adaptabilidade.
  5. Capacidades de coextrusão: O HME permite a coextrusão de vários APIs ou a inclusão de um API e um excipiente em uma única matriz, facilitando o projeto de sistemas combinados de administração de medicamentos. 

Portanto, o uso estratégico do HME na formulação de medicamentos pode melhorar significativamente o desempenho e o sucesso dos sistemas de liberação e entrega de medicamentos.

Integração de Ingredientes Farmacêuticos Ativos (APIs) na Extrusão Hot Melt

A integração de Ingredientes Farmacêuticos Ativos (APIs) na Extrusão Hot Melt (HME) é um processo fundamental no desenvolvimento de sistemas avançados de distribuição de medicamentos. Este processo envolve a dispersão de APIs em uma matriz polimérica termoplástica em altas temperaturas, formando um sistema monofásico e molecularmente disperso após o resfriamento. O extrusado resultante assegura melhor dissolução e biodisponibilidade de medicamentos pouco solúveis. A adequação de um API para HME é determinada pela sua estabilidade térmica, solubilidade na matriz polimérica e miscibilidade fármaco-polímero. A integração bem-sucedida de APIs no HME pode levar ao desenvolvimento de formas farmacêuticas controladas, direcionadas e fáceis de usar para o paciente, reforçando o papel do HME como um divisor de águas na formulação e fabricação farmacêutica.

Aplicação de extrusão Hot Melt no desenvolvimento de diversas formas farmacêuticas

A Extrusão Hot Melt (HME) tem sido efetivamente utilizada no desenvolvimento de uma variedade de formas farmacêuticas, aumentando sua posição como uma ferramenta inestimável na indústria farmacêutica. Aqui estão algumas aplicações críticas:

  1. Comprimidos: O HME pode ser usado para criar comprimidos de liberação imediata e de liberação sustentada. O processo pode melhorar a solubilidade do medicamento ativo, levando a uma maior biodisponibilidade.
  2. Cápsulas: O HME permite a produção de comprimidos com dosagem precisa e estabilidade aprimorada. Isto pode ser particularmente útil para medicamentos sensíveis à umidade ou ao oxigênio.
  3. Filmes: Filmes finos e flexíveis produzidos via HME oferecem uma forma farmacêutica amigável ao paciente que pode ser facilmente administrada e proporciona rápida liberação do medicamento.
  4. Implantes: Os implantes biodegradáveis formulados através do HME podem fornecer liberação controlada e de longo prazo do medicamento, eliminando a necessidade de administração repetida.
  5. Adesivos transdérmicos: O HME pode ser usado para desenvolver adesivos transdérmicos com perfis otimizados de liberação de medicamentos, oferecendo uma via não invasiva de administração de medicamentos.

Estas aplicações demonstram o papel transformador do HME no desenvolvimento de sistemas de administração de medicamentos avançados, eficientes e centrados no paciente.

Parâmetros de Processo Contínuo e Controle de Qualidade de Produção em Extrusão Hot Melt

A Extrusão Hot Melt (HME) é um processo complexo com vários parâmetros que têm uma influência significativa na qualidade do produto e na eficiência da produção. Esses parâmetros podem ser amplamente classificados em parâmetros de processo, parâmetros de formulação e parâmetros de equipamento. 

Parâmetros do processo: Isso inclui fatores como temperatura, pressão e velocidade do parafuso. A temperatura deve ser controlada com precisão para garantir que o material esteja no estado físico apropriado para extrusão. A força é empregada para facilitar o fluxo do material através da matriz. A velocidade da rosca pode afetar o tempo de permanência do material na extrusora, o que influencia a distribuição do medicamento e a uniformidade da matriz.

Parâmetros de formulação: Estes abrangem a natureza e a concentração do medicamento, o tipo de polímero e a presença de quaisquer excipientes ou aditivos. Cada um desses componentes pode impactar o perfil de liberação do medicamento, a estabilidade e a aceitabilidade do produto final pelo paciente.

Parâmetros do equipamento: Os parâmetros do equipamento, como o design do parafuso e a configuração do cilindro, desempenham um papel crítico na determinação da eficiência da mistura e da homogeneidade do material a ser extrudado.

O controle de qualidade no HME envolve principalmente o monitoramento e o controle desses parâmetros. Além disso, o produto final também é testado quanto a vários atributos, como uniformidade do conteúdo do medicamento, taxa de dissolução e estabilidade física, para garantir que atenda às especificações de qualidade predefinidas. No geral, um processo HME robusto e meticulosamente controlado é vital para a obtenção de produtos farmacêuticos confiáveis e de alta qualidade.

Desafios e Soluções em Extrusão Hot Melt para Formulações Farmacêuticas

Desafios e Soluções em Extrusão Hot Melt para Formulações Farmacêuticas

  • Resolvendo problemas de solubilidade para compostos pouco solúveis por meio de HME: A extrusão por fusão a quente (HME) mostra-se eficaz no aumento da solubilidade de compostos pouco solúveis. Ao converter esses medicamentos em uma forma amorfa ou molecularmente dispersa dentro de uma matriz polimérica, o HME promove melhores taxas de dissolução e absorção do medicamento.
  • Otimizando o tempo de residência e a tensão de cisalhamento na extrusora Hot Melt para uma formulação eficiente: A otimização cuidadosa do tempo de residência e da tensão de cisalhamento na extrusora pode impactar significativamente a eficiência da formulação. Tempos de permanência curtos e alta pressão de cisalhamento podem resultar em mistura rápida e homogênea. No entanto, estas condições também podem levar à degradação térmica de componentes sensíveis ao calor. Portanto, uma abordagem equilibrada é essencial para o processamento ideal da formulação.
  • Impacto da seleção de polímeros no processo de formulação farmacêutica: A escolha do polímero no HME influencia fortemente o perfil de liberação do fármaco e a estabilidade do produto final. Polímeros com alta temperatura de transição vítrea podem inibir a liberação do medicamento, enquanto aqueles com baixa temperatura de transição vítrea podem resultar em formulações instáveis. Portanto, a seleção cuidadosa e o teste de polímeros são etapas cruciais.
  • Incorporando tecnologia analítica de processos para monitoramento e controle em tempo real: A Tecnologia Analítica de Processo (PAT) permite monitoramento e controle em tempo real do processo HME, melhorando assim a compreensão e o controle do processo. A PAT pode monitorar parâmetros críticos do processo e atributos do produto, facilitando ajustes oportunos e garantindo um produto uniforme e de qualidade.
  • Considerações regulatórias e garantia de qualidade em extrusão hot melt: Os órgãos reguladores estabelecem regras rigorosas para o processamento farmacêutico, incluindo o HME. A adesão às Boas Práticas de Fabricação (GMP), a documentação da validação do processo e a garantia da garantia de qualidade são algumas das considerações regulatórias críticas. Essas medidas garantem a segurança, eficácia e qualidade do produto farmacêutico final.

Tendências Futuras e Inovações em Tecnologia de Extrusão Hot Melt

Tendências Futuras e Inovações em Tecnologia de Extrusão Hot Melt

O reino da tecnologia Hot Melt Extrusion (HME) está repleto de avanços e oportunidades. Alguns dos desenvolvimentos significativos incluem:

  • Avanços no projeto da extrusora Hot Melt e nos parâmetros do processo: As inovações no design da extrusora e nos parâmetros do processo estão aumentando a eficiência e a versatilidade do HME. A introdução de extrusoras de rosca dupla com elementos de mistura aprimorados e sistemas precisos de controle de temperatura são alguns dos avanços notáveis.
  • Explorando novas aplicações de extrusão hot melt em sistemas de descoberta e entrega de medicamentos: A HME está encontrando novas aplicações na descoberta e desenvolvimento de medicamentos. Está sendo usado para melhorar a solubilidade e a biodisponibilidade de medicamentos pouco solúveis em água, permitindo uma distribuição mais rápida e eficaz do medicamento.
  • Integração de extrusão Hot Melt com impressão 3D para produtos farmacêuticos personalizados: Esta integração inovadora facilita a criação de medicamentos personalizados, permitindo o desenvolvimento de medicamentos adaptados às necessidades individuais dos pacientes. Também abre caminhos para a produção de perfis complexos de liberação de medicamentos e formas farmacêuticas exclusivas.
  • Pesquisa emergente sobre extrusão por fusão a quente para formulações farmacêuticas avançadas: Pesquisas de ponta estão explorando o potencial do HME no desenvolvimento de formulações farmacêuticas avançadas, incluindo adesivos transdérmicos, géis tópicos e pós secos inaláveis.
  • Colaborações e parcerias impulsionando a inovação na tecnologia de extrusão Hot Melt: As parcerias entre empresas farmacêuticas e fornecedores de tecnologia estão alimentando os avanços tecnológicos na HME. Estas colaborações estão a promover o desenvolvimento de produtos e soluções inovadoras, abrindo caminho para uma nova era na produção farmacêutica.

Referências

  1. Revisão Farmacêutica Americana: Um artigo que discute as principais considerações e abordagens práticas para extração por hot melt em aplicações farmacêuticas. Ele fornece uma introdução abrangente ao HME e seus benefícios potenciais.
  2. Diários SAGE: Um artigo científico que explora a influência da extrusão Hot Melt na descoberta e formulação de medicamentos. A revista fornece insights sobre como o HME pode aumentar a solubilidade e a biodisponibilidade de medicamentos pouco solúveis em água.
  3. Extrusão Leistritz: O site do fabricante fornece informações detalhadas sobre suas extrusoras farmacêuticas, incluindo extrusoras de rosca dupla. Ele esclarece as especificações e os avanços tecnológicos de seus produtos.
  4. PMC da Europa: Um artigo acadêmico que enfoca o potencial da extrusão Hot Melt em combinação com a impressão 3D para medicina personalizada. Apresenta resultados valiosos de pesquisas em torno dessa integração.
  5. Ciência Direta: Um capítulo de livro que explora novas aplicações e tendências emergentes de pesquisa em HME, incluindo seu uso no desenvolvimento de formulações farmacêuticas avançadas.
  6. Blog FarmaTech: Uma postagem no blog discutindo os avanços na extrusão na indústria farmacêutica. Abrange como as colaborações e parcerias estão impulsionando a inovação na tecnologia HME.
  7. Biblioteca Nacional de Medicina: Um artigo revisado por pares que fornece uma revisão abrangente da Extrusão Hot Melt como um processo de fabricação farmacêutica.
  8. Fabricação Farmacêutica: Um artigo on-line que discute os avanços recentes na extrusão Hot Melt, especialmente na indústria farmacêutica.
  9. Termo Fisher Científico: Um blog da Thermo Fisher Scientific que fornece insights do setor sobre extrusão, incluindo extrusão hot melt. Inclui aplicações práticas e benefícios do HME.
  10. Revista de Ciências Farmacêuticas: Revista acadêmica que apresenta uma investigação minuciosa do HME em formulações farmacêuticas, revelando seu potencial na melhoria da solubilidade e distribuição de medicamentos.

Contato Jieya

Demonstração do formulário de contato

Artigos recentes *

perguntas frequentes

R: A extrusão por fusão a quente (HME) é um processo no qual uma mistura de ingredientes farmacêuticos é derretida e depois extrusada através de uma matriz para formar um produto sólido contínuo com as propriedades desejadas.

R: Uma máquina extrusora de fusão a quente funciona aquecendo e derretendo os ingredientes farmacêuticos e forçando-os através de uma matriz para formar um produto sólido contínuo, que pode então ser processado em várias formulações farmacêuticas.

R: A extrusão por fusão a quente oferece diversas vantagens na fabricação farmacêutica, incluindo melhor biodisponibilidade de medicamentos pouco solúveis, taxas de dissolução aprimoradas, liberação controlada de ingredientes farmacêuticos ativos e produção eficiente de formulações farmacêuticas.

R: Uma extrusora de parafuso é o componente crítico do processo de extrusão por fusão a quente, responsável por aquecer, misturar e transportar os ingredientes farmacêuticos através da matriz de extrusão para formar os produtos farmacêuticos desejados.

R: Uma extrusora de parafuso único possui um parafuso giratório, enquanto uma extrusora de parafuso duplo possui dois parafusos entrelaçados. As extrusoras de rosca dupla oferecem recursos aprimorados de mistura e flexibilidade de processamento em comparação com extrusoras de rosca única.

R: A extrusão por fusão a quente é empregada na formulação e no desenvolvimento de processos de produtos farmacêuticos para explorar novos sistemas de distribuição de medicamentos, melhorar a solubilidade dos medicamentos e otimizar os processos de fabricação de várias formulações farmacêuticas.

R: As principais considerações para o uso da tecnologia de extrusão por fusão a quente no desenvolvimento de produtos farmacêuticos incluem a compreensão da viscosidade de fusão das moléculas de medicamentos, a otimização dos parâmetros do processo de extrusão e a seleção de excipientes compatíveis para a formulação de produtos farmacêuticos.

R: A extrusão por fusão a quente pode ser usada para produzir várias formulações farmacêuticas, incluindo grânulos, pellets, filmes, implantes e outras formas farmacêuticas sólidas para sistemas de administração de medicamentos orais, transdérmicos e de liberação controlada.

R: O equipamento de extrusão hot-melt é utilizado na fabricação farmacêutica para a produção contínua e controlada de formulações farmacêuticas, o desenvolvimento de sistemas de administração de medicamentos e a exploração de tecnologias inovadoras de formulação para atender às necessidades terapêuticas e dos pacientes específicas.

R: Os principais parâmetros a serem considerados durante o processo de extrusão por fusão a quente para o desenvolvimento de formulações farmacêuticas incluem a temperatura de extrusão, velocidade da rosca, taxa de alimentação, tempo de residência do barril, design da matriz e composição da formulação para alcançar a qualidade e o desempenho desejados do produto.

Perguntas frequentes
Especialista em máquina extrusora de hot melt
Serviços OEM
Role para cima
Entre em contato conosco
Deixe um recado
Demonstração do formulário de contato